Automedicação em cães e gatos é um perigo

É normal os pais de pets quererem socorrer nas pressas seus animaizinhos quando eles começam a passar mal por algum motivo. Porém, com o intuito de querer ajudar, o que muitos fazem é piorar a situação do pet oferecendo medicamentos que não são indicados para animais.

A maioria das pessoas tem diversos tipos de medicamentos em casa, seja contra dores de cabeça, vômito, febre, entre outros tipos. Mas, o que muitos não sabem, é que medicamentos comuns para humanos, como paracetamol, podem causar graves problemas para os animais.

Antes de tudo, todos temos que ter ciência de que a automedicação nunca deve acontecer, nem mesmo para nós, humanos. Assim como algumas pessoas são alérgicas a alguns medicamentos, os animais também tem o seu próprio funcionamento do organismo e podem ser alérgicos.

Um medicamento que pode fazer bem para um humano, pode prejudicar ou piorar a situação de uma doença animal. E o uso incorreto desses medicamentos pode causar intoxicação ou ainda mascarar sintomas clínicos de doenças muito graves.

Medicamentos fatais para animais

Algumas substâncias medicinais podem ser fatais para cães e gatos. O correto mesmo é procurar a ajuda de profissionais veterinários caso seu animalzinho esteja passando mal. Os cuidados com esses medicamentos precisam ser dobrados:

Anti-inflamatórios e analgésicos

Paracetamol é um medicamento muito comum para os humanos, mas um simples comprimido desse medicamento pode ser fatal para o cão ou gato, causando oxidação das hemácias e necrose do figado.

Diclofenaco também é muito perigoso, pois pode causar anemia e úlceras no estômago, fazendo com que o animalzinho tenha sintomas de vômitos com sangue, fezes enegrecidas, dores abdominais e anorexia.

Aspirina, dependendo da dose errada, pode causar vômitos com sangue, úlceras gástricas, febre, depressão, respiração rápida, lesões renais, hipoplasia da medula óssea, e pode até deixar o pet em coma ou causar a morte.

Um comprimido desse tipo leva de 3 a 4 horas para ser eliminado do organismo humano. Já, nos gatos, ele pode levar 72 horas até ser totalmente anulado. Isso facilita a causa de uma overdose no animal.

Antibióticos

Em hipótese alguma, não é indicado dar antibióticos para os animais sem orientação veterinária, pois a dose e a frequência podem ser tóxicas para pets, com as sulfas e o cloranfenicol, só podendo ser usados prescritos corretamente.

Anestésicos locais

Benzocaína e tetracaína, presentes em pomadas e também em sprays, podem causar anemia hemolítica, levando a sintomas como cianose, respiração rápida e convulsões.

O melhor que se pode fazer pelo seu pet, caso ele passe mal por algum motivo, é levá-lo rapidamente para ser atendido por algum médico veterinário. Porém, sabemos como é difícil achar atendimento 24 horas por dia, mas o PetNosso pode ser a solução.

Com o PetNosso, um Plano de Assistência Pet, seu cão ou gato pode ter atendimento 24 horas com médicos veterinários disponíveis para atendê-lo em casos de emergência e imprevistos.

Além de contar com uma cobertura coberta com exames, internações, tratamentos e as principais vacinas que o seu animal de estimação precisa tomar, tudo incluso no plano.

Quer saber mais sobre o PetNosso? Clique aqui e confira todos os planos e coberturas, garantindo mais proteção e segurança para seu pet!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑