O que França e AVC pode ter em comum?

BASEADO EM FATOS REAIS

Conversando com uma amiga ela me contou a seguinte história que aconteceu agora em dezembro de 2018:

Sempre fui muito ligada em aprender novas coisas, ainda mais novas línguas. Como já tinha o inglês e já havia viajado países onde pude praticar meu the book is on the table, resolvi estudar uma nova língua, então, comecei minha nova saga, o francês.

Estudei tanto, que me formei rápido e inclusive já dou aula de francês! E claro, para não perder o ritmo e a tradição, fui para a França, afinal, para todo aquele que se preza a aprender uma nova língua tem que se aventurar no ambiente nativo e ver como que se sai.

Foi magnifique!

Conheci lugares maravilhosos, pratiquei meu francês até não querer mais.

Enquanto estava curtindo minha viagem, não sabia que aqui no Brasil, minha mãe havia passado mal e mais especificamente, teve um AVC, ou melhor, AVE (acidente vascular encefálico), mudou a nomenclatura, mas tem coisas que a gente só descobre quando acontece né?

Minha mãe, que não queria estragar a minha viagem, só avisou que havia ido para o hospital porque a pressão subiu, mas que estava tudo bem, e eu claramente, acreditei.

Chegando ao Brasil, soube que se tratava então de AVE. Pois bem… Não fiquei brava com minha mãe, afinal não era hora para isso, mas expliquei para ela que tinha Seguro Viagem, e que se precisasse retornar ao Brasil, antes do planejado, o seguro garantiria o meu regresso.

Então mostrei para todos da minha casa, os benefícios de um Seguro Viagem, que no caso, estava assegurada pelo regresso antecipado, mas tem mais outros tantos benefícios, sendo:

  • Regresso antecipado
  • Despesas médicas e hospitalares em caso de acidente ou enfermidade
  • Despesas médicas doença preexistente ou crônica (Emergência e urgência)
  • Despesas odontológicas
  • Despesas farmacêuticas
  • Regresso sanitário
  • Traslado de corpo
  • Traslado médico
  • Despesas extraordinárias por permanência forçada
  • Reembolso de gastos por demora de bagagem extraviada
  • Regresso de menor ou idoso
  • Acompanhamento familiar (TKT aéreo e hotel/dia)
  • Cancelamento de viagem e/ou Interrupção de viagem
  • Seguro de bagagem extraviada
  • Seguro de invalidez permanente por acidente

Vejo que foi falha minha, mesmo sendo uma turista profissional, de não ter explicado todos os procedimentos de uma viagem para minha família, mesmo que por um curto período como foi o meu, mas independente do lugar que eu for, seja no Brasil ou para o exterior, eu sempre faço seguro viagem.

De toda forma, minha mãe passa bem, mudou algumas rotinas, alimentação e nosso natal foi especial.

Se quiser saber mais detalhes sobre os benefícios do seguro viagem, só falar com a Nossa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑