Minha geladeira vai entrar no meu Facebook?

A Internet das Coisas (Internet of Things) vem sendo muito falada nos últimos tempos, mas a curiosidade de boa parte das pessoas é em relação a como ela se conecta e qual tipo de conteúdo que será transmitido pelos eletrodomésticos dotados dessa capacidade de se conectar. Fiquem sossegados: seu micro-ondas, forno e sua geladeira não vão bisbilhotar suas redes sociais. O intuito de conectar os eletrodomésticos à web é simples: facilitar a nossa vida.

Ao invés de você ir até o mercado e comprar várias coisas que queria, mas que não eram necessárias por que esqueceu de olhar na geladeira o que realmente precisava, ela mesma vai fazer a gentileza de te avisar quando algo falta. E não só isso, ela também pode te indicar o mercado onde os preços estarão mais acessíveis! O que te poupa de fazer uma pesquisa, ou de chegar no mercado que frequenta normalmente e a mercadoria estar consideravelmente mais cara. Seria maravilhoso não é mesmo?

Outros eletrodomésticos com esse recurso poderão fornecer essas informações e outras, também muito úteis, como por exemplo um micro-ondas que te dá dicas de receitas deliciosas, rápidas e práticas para fazer. Ou então, um forno que te avisa se a comida está queimando de acordo com o tempo que o fogo está aceso. Chega de arroz queimado!

A Internet das Coisas está vindo com força para adiantar muitas coisas que, às vezes, se tornam empecilhos como cozinhar e fazer compras. Mas ela não servirá apenas para te ajudar em casa, outros lugares também contarão com essa tecnologia. Ela será implantada em hospitais, escritórios, ruas, fábricas, lojas e até mesmo em plantações. Tudo para auxiliar no trabalho manual e fazer com que possíveis problemas sejam, no mínimo, minimizados.

Você pode se perguntar como se daria uma aplicação dessa tecnologia na lavoura, então antes que isso aconteça, vou te dar um exemplo: sensores espalhados pela terra que podem dar informações precisas sobre a umidade do solo, temperatura, intensidade do vento e a nutrição da terra. Assim, qualquer agricultor seria mais assertivo na hora do plantio.

Uma solução para uma loja que passa horas repondo produtos diariamente poderia ser, tranquilamente, a Internet das Coisas. Colocar prateleiras inteligentes que informam, por exemplo, qual produto de qual marca, tamanho e cor tem tido uma menor saída ou está faltando em estoque. Isso poderia ajudar a gestão a redirecionar os gastos em mercadoria e satisfazer melhor os clientes, investindo em produtos com um número de venda maior.

As vantagens não são poucas, e a proposta tem tudo para revolucionar o mercado e melhorar, e muito, a nossa vida pessoal e profissional. Os produtos dotados dessa tecnologia estão começando a chegar às prateleiras e a expectativa de adesão é enorme.

Eu vou adorar poder usufruir de algo que simplifique tanto alguns aspectos da minha rotina, e vocês?

Iot-cover-image.gif

Até a próxima, e não pare até se orgulhar.
Raphaela Sitko.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑